ALERTA: Homem morre em Cantanhede após ter sido picado por vespas ou abelhas

Um homem, com mais de 50 anos, morreu, ontem (22) à tarde, na freguesia de Cadima, em Cantanhede, com suspeitas de que tal poderá ter ocorrido por picadas de vespas ou abelhas.

Segundo fonte da GNR e da Protecção Civil disse à agência Lusa, admite-se que o indivíduo possa ter sofrido um ataque de insectos quando estava a trabalhar numa vinha, mas frisou “não estar demonstrado” que tenham sido vespas asiáticas.

A morte do agricultor foi confirmada pelas autoridades no local, tendo o cadáver sido depois removido para o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, em Coimbra, para ser autopsiado, adiantou.

O coordenador municipal de Protecção Civil de Cantanhede, Hugo Oliveira, revelou que foram encontrados “alguns exemplares de vespa velutina, mas havia também abelhas” próximo do corpo. “Não conseguimos dizer se foi picado por essa vespa”, afirmou, admitindo que o agricultor “sentiu uma picada” que terá originado a sua morte.

Nesta época, as abelhas procuram nos frutos de vinhas e pomares o açúcar de que necessitam, enquanto as vespas exóticas “vão atrás das outras”, das quais se alimentam, indicou Hugo Oliveira, que esteve no local com a GNR e os Bombeiros Voluntários de Cantanhede, no distrito de Coimbra.

O alerta para o incidente foi dado por um sobrinho menor que acompanhava o adulto, cerca das 11h45.

Por sua vez, a presidente da Junta de Freguesia de Cadima, Marise Pessoa, contou ter sido informada de que o falecido “era alérgico a picadas de abelhas” melíferas.

“Sabemos apenas que o homem sentiu-se mal após ter sido picado”, referiu, para sublinhar também não haver certeza se o ataque foi de abelhas ou vespas asiáticas.

A vespa velutina é actualmente um dos maiores inimigos dos apicultores, estando na origem da morte de elevado número de colmeias de Norte a Sul do país, o que se reflecte na produção de mel.

Fonte: Jornal Campeão das Províncias