ARGANIL: Mulher morre depois de ir às urgências duas vezes

IMG_5388

Uma mulher, de 48 anos, morreu depois de ter ido duas vezes às urgências e de ter sido observada por dois médicos em 24 horas.

O incidente ocorreu no início do mês, em Sail (Arganil). Segundo o Correio da Manhã, Teresa Dias sofria de problemas cardíacos. Em 2013, tinha sido operada ao coração, mas um ano depois teve uma paragem cardíaca. No passado dia 2 de março de 2016, fez um cateterismo para preparar uma segunda intervenção cirúrgica.

No dia 7 do mesmo mês, deu entrada nas urgências do Centro de Saúde de Arganil com dificuldades respiratórias e cansaço. Flávia Brito, filha vítima, explica que o médico que a observou receitou-lhe medicamentos para tomar, caso piorasse, e enviou-a para casa.

Uma vez que o seu estado de saúde piorou, a família voltou a chamar o INEM. “A médica que viu a minha mãe tentou enviá-la para o Hospital de Coimbra [onde era seguida], mas não conseguiu. Acabou por mandá-la outra vez para casa”, recorda Flávia.

No dia seguinte, os serviços de emergência foram novamente chamados, mas Teresa acabou por não resistir a uma paragem cardíaca e morreu a cerca de três quilómetros do centro de saúde.

“Ela foi lá duas vezes, viram que não conseguia respirar e não fizeram nada”, afirma a filha. Filipe Cardoso, companheiro da vítima, acusa o Centro de Saúde e o Hospital de Coimbra de negligência. “Vamos apresentar queixa contra os dois”, acrescenta.

Fonte: Jornal i