PERCURSO (PENOSO) PELA ÁREA ARDIDA NO CONCELHO DE ARGANIL

Freguesia de S. Martinho da Cortiça recebe mais de 40 toneladas de alimentos para animais

A freguesia de S. Martinho da Cortiça ardeu quase na totalidade. Além de haver a lamentar uma vítima mortal causada pelo incêndio, há habitações ardidas,  duas empresas, muitas casas de campo, hectares de floresta e mais de 600 animais (só na VUMBA foram mais de 200). E os vivos ficaram sem alimento, outra situação dramática para os seus donos que agora vai ser minimizada pela Cooperativa de Montemor-o-Velho, que ofereceu à freguesia mais de 40 toneladas de feno e ração.

Um gesto que o ainda presidente da Junta de Freguesia, Rui Franco, não deixou de enaltecer durante a visita do nosso jornal neste percurso (penoso) pela área ardida no concelho de Arganil, referindo ainda que no sábado, antes da hora do almoço, essa generosa oferta vai chegar às instalações (gratuitamente cedidas) da empresa Raul Correia onde, aos seus donos, irá ser feita a distribuição dos alimentos para os animais.

Leia mais desenvolvimentos em próxima edição de papel