PROTECÇÃO CIVIL: Distrito de Coimbra passa a ALERTA VERMELHO

A Protecção Civil estendeu o estado de Alerta especial Vermelho, o mais grave, relativo aos
meios de combate a incêndios florestais, a mais 11 distritos de Portugal continental, entre os quais o de Coimbra.
Passaram a ser abrangidos por este nível de alerta, do Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS), os distritos de Lisboa, Setúbal, Évora, Santarém, Portalegre,
Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Viseu, Guarda e Bragança.
Estão igualmente sob Alerta Vermelho, desde quinta-feira, os distritos de Faro e Beja.
Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo e Vila Real encontram-se em Alerta Laranja, o segundo mais grave.
O SIOPS define a “prontidão e mobilização das estruturas, forças e unidades de protecção e socorro em conformidade com os riscos associados”.
A ANPC adverte que, devido ao tempo quente e seco, os índices de risco de incêndio estão muito elevados, sendo os distritos de Leiria, Coimbra e Castelo Branco os que terão “um maior número de concelhos com índices máximos”.

No distrito de Coimbra, Lousã é o concelho que espera hoje a temperatura mais elevada (43 graus), a mínima é de 16,9 no concelho de Mira. Em Coimbra, os termómetros podem chegar aos 40 graus, sendo a mínima prevista de 21.