Populares impedem roubo na Igreja de Pombeiro da Beira

Igreja_Pombeiro

Uma mulher está a ser ouvida, esta segunda-feira, no Tribunal de Arganil após ter furtado uma imagem religiosa durante a missa, na igreja matriz de Pombeiro da Beira, disse à agência Lusa uma fonte da GNR.

Residente em Águas Santas, concelho da Maia, a mulher, de 53 anos, foi detida por populares no domingo, durante a eucaristia, e depois entregue à GNR.

A mulher estava hospedada numa unidade hoteleira de Pombeiro da Beira, concelho de Arganil, na companhia do marido, que foi identificado pela GNR, mas “não terá responsabilidades” na prática do crime atribuído à sua cônjuge, disse a mesma fonte do Comando Territorial de Coimbra da GNR.

Observada por populares, “levando debaixo do casaco” uma estatueta de Santa Rita de Cássia, com 30 centímetros de altura, a suspeita alegou que “ia benzer a santa com água benta”, numa altura em que já se dirigia para o carro.

“Os nossos homens passaram uma revista à viatura, mas não detiveram o marido”, acrescentou.